Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Prostituição’ Category

Prostituição

Hoje eu pago por prazer.
Ontem anseio por hoje.
Prazer.
Hoje.

Desejo de imediato.
Tremo, pois quero.
Imediato.
Quero.

Não sei como soltar.
Há-me tristeza.
Soltar.
Tristeza.

Quanto for eu pago.
Por um pouco de amor.
Pago.
Amor.

Mas neste instante!
Q`espero eterno.
Instante.
Eterno.

Tome, fique com o troco.
E faísque na minha vida.
Troco.
Minha vida.

Na vitrola, o novo disco.
O ouvido anseia o espetáculo, seu número.
Disco.
Seu número.

E, nesta lagoa de tristeza,
Mudo à prostituição musical.
A Tristeza
Musical.
É muda…

só se ouve…

Por: Paulo Ubermensch

18/07/09

só se percebe nos outros,
quando ouve-se o silêncio.

Ouça, hoje, o meu.

Read Full Post »