Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘O Vizinho da sua Vida’ Category

O vizinho da sua vida.

De porta em porta, um rio nos separava.
Mas do que importa se o tempo não nos agrada?
Espero pela sorte de abrirmos junto portas.
Me porto solitário a tua espera. A espera nossa.

De dentro ouço seus pés e bater porta.
Me comporto como ouvido e, pelo som, quase que roça.
Ah quem me dera, de meu porto, eu só te olhar e dar “bom dia”.
E, a partir daí, ter porta em  sincronia ao da vizinha!

Ao lado, perto, está fechada em si mesma.
E como parto sabendo de sua ausência?
No corredor ainda espero parte nesta história.
Pra, quem sabe, em harmonia, termos isso na memória.

Talvez poucos tenham entendido algo desta escrita.
Que não há porta, há metáfora desse “eu”
Pois, quando quis ser o visitante de sua vida,
Toquei a campainha e você não atendeu.

15/06/09

Por: Paulo Ubermensch

Às vezes é pedir muito ter a mesma porta.
Pois, para isso, é preciso, primeiro, ter a mesma janela.
Que entre a luz.

Read Full Post »