Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘O Presente Semi-breve’ Category

cicatriz-no-peito

O Presente Semi-breve

A mancha de sangue na camisa é pincelada poeticamente.
Não haveria ferida nesse peito atrás da mancha metafísica.
Há a pele nua desse peito, armadura forte por trás e frente.
Lança tua lança Lancelot que lhe leva e lave a mente.

É sabido sempre qu’essa situação é proeminente.
O relevo desse peito paga a risca um passado.
Penso por pensar sem descartar o especulado.
Que uma ferida lhe foi feita internamente de malgrado.

Meu Deus!
Doeu!
Não deu…

A espessa cortina de fumaça esconde algo nesse breu.
Entre nuvens brancas cheias, talvez, tu, ou, talvez, eu.
Não sei se atrás desse véu é a frente do escuro
Adiante, que nossas vidas não iluminam: o futuro.

Futuro este, que talvez espere a mancha.
Vermelha sangue que goteja só na mente.
A luz da vida tem como braços o qu’alcança.
Um limite infinito que tocamos do presente.

E vem a onda desse toque, vem a conta do mais forte.
Desce, dessa droga, outra dose, Dê se der o mais profundo desse corte.
Morte, ponto é final. Trote: a trilha de trem tal.

Presente teia me situo, sem sentir, de fato, outra cousa.
Mesmo a memória é passado só na mente e não a sou.
Não sou passado, sou ser no infinitivo do que sou.
Só para constar, com certeza, que não cousa outra um dia posso ser.

O hábito da causa-e-efeito nos reflete conseqüências.
Ficção científica esta, que previmos ser a prova
Pra valer, com pouco esforço, o costume-reticências.
Encarno aqui três pontos ou três notas.

Semi-breves se escondem no tempo em pentagrama.
Cada ato, cada nota, não há partitura para vida.
Temos clave, temos arco e braço que o tanja.
O próximo compasso é vivaz; é o mistério desta sina.

Os três pontos costuram um coração e cicatrizam o passado.
Cicatriz: meu sobrenome não o é. Nem direi de outra geração.
O Ato é de improviso, mas de vontade, neste palco.
Nele canto o mais alto que puder! Troco minha estrofe! Elevo meu refrão!

E o chamo de: vida.

13/12/08

Por: Paulo Übermensch

na sombra de sustenidos, esconde-se a escala maior..
e podemos tocá-la.

Anúncios

Read Full Post »