Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘O Espetacular’ Category

velho-violino-01

O Espetacular

As gotas se chocam à madeira negra,
se infiltram nas teclas brancas e pretas.
E, essa paisagem não é lenta, é frenética.

O chiado da cachoeira é uma chuva pesada, mas de vida,
que provoca um som oco na caixa do piano,
a qual é achada a voz de dedos, nuances da alma.

As cordas vibram com vivacidade e a orquestra está feita.
Um velho… Mas, não um idoso decrépito. Mas, sim, senhor.
É o maestro e dono das mãos que transpõem seu espírito.

Com movimentos de cabeça, em que fios brancos dançam
no mesmo tom das notas, no possível da umidez,
aveludavam a acústica da rocha que ecoava a um ouvido surdo do ambiente.

Os dedos e as gotas caem na mesma força e velocidade.
E a natureza percusionava esse ritmo.
Ela entendeu o recado, e desse dueto a composição foi feita.

“A melodia das mil mãos” era uma música para você e para si.
De si e de você, era um espelho, a expressão do viver.
Assim, o marfim, enfim, era pressionado num frenesi fantástico.

Havia linguagem, mas não havia palavra.
O estado de natureza se comunicava com o planeta.
E, onde a ordem era um caos disfarçado, nasceu os seres.

Essa fantasia era fenomenal, uma rapsódia livre!
Assim, quando o homem se fez em igual à natureza… e a música pausou.
A cachoeira ria com suas gotas de alegria.
E, em vez de palmas, sorriu-se um arco-íris.

[Cumprimento cordial]

[Fecham-se as cortinas d’água]

Paulo Ubermensch 17/09/2008

Read Full Post »