Feeds:
Posts
Comentários

Archive for agosto \24\UTC 2009

Céu nublado

Nos gestos, expressões e tons de voz
Cobria fútil a aquele que conhece o segredo.
Nas linhas do rosto, só eu via os nós.
E, nas maçãs do rosto, todo o enredo.

Por trás do sorriso, se via tristeza.
Mas não por haver algo.
E, sim, por estar vazio, sem defesa.
Sente a vertigem do alto.

Quando se tem consciência do sorriso
Não há mais passividade ou inocência.
E a inércia é o pecado do paraíso.
Assim o esboço perde parte da eficiência.

A máscara não é para os olhos, mas boca.
E, assim como nem a mais densa nuvem cobre o sol,
A luz das palavras está além de tal popa.
Agora silêncio! E não tente em vão o Sol!

A nuvem é falsidade.
E quem a sopra, falso.

Por: Paulo Ubermensch

03/04/09

Read Full Post »